Mercado de trabalho: o que é e como funciona?

SUMÁRIO

Independentemente do estágio no qual você está na sua trajetória profissional, provavelmente já está familiarizado com o termo “mercado de trabalho“. De modo geral, podemos defini-lo como o “local” — embora não seja uma área física — em que todas as oportunidades de emprego estão; o espaço para quem quer desenvolver a própria carreira e alcançar os objetivos almejados.

No entanto, certamente, você também sabe que esse conceito é muito mais amplo do que isso, certo? Portanto, para ser bem-sucedido, sua primeira missão é conhecer exatamente o meio do qual você deseja fazer parte.

Então, no intuito de ajudá-lo a entender o mercado de trabalho um pouco mais a fundo, preparamos um conteúdo bastante completo sobre o assunto. Continue a leitura e tire todas as dúvidas relativas ao conceito e acerca da importância para o seu sucesso profissional!

Como é possível definir o mercado de trabalho?

Esse conceito é utilizado para se referir ao ambiente econômico no qual ocorrem a oferta e a demanda de mão de obra, bem como a negociação entre empregadores e trabalhadores. Trata-se de um “espaço” dinâmico e em constante transformação, que reflete a economia e as políticas públicas de um país.

Inclusive, para facilitar a compreensão, é possível dividir o tema em alguns tópicos:

  • oferta e demanda de empregos — o mercado de trabalho é regido pela disponibilidade de vagas e os candidatos interessados, de modo que a quantidade de vagas de emprego disponíveis é determinada pela demanda das empresas e pelo número de pessoas aptas a trabalhar;
  • competição — é um fator-chave no mercado, pois os trabalhadores disputam entre si para conquistar uma vaga de emprego, enquanto as empresas também o fazem, mas para atrair e manter os melhores talentos;
  • salário — é a remuneração que um profissional recebe pelo trabalho e é definido pela oferta e pela demanda de mão de obra para determinada área ou profissão, podendo variar de acordo com o nível de qualificação, com a experiência e outros fatores;
  • habilidades e qualificações — esses fatores são importantes já que os empregadores buscam talentos com competências específicas e uma formação adequada para ocupar as vagas disponíveis;
  • mercado globalizado — a competitividade aumentou bastante nos últimos anos, afinal, agora as companhias podem contratar profissionais de qualquer parte do mundo, o que aumenta a competitividade.

Quais são os tipos de mercado de trabalho?

Agora que você já sabe o que é esse conceito, que tal ir além e entender quais são as diferenças entre o formal e o informal? Afinal, a atuação em um ou em outro, via de regra, representa um grande diferencial para os seus objetivos pessoais e profissionais. Veja mais a seguir!

Mercado de trabalho formal

Esse modelo é aquele em que as relações de trabalho são reguladas por lei. Ou seja, os empregadores contratam os trabalhadores de acordo com as normas trabalhistas, e os profissionais têm os seus direitos garantidos.

Assinatura da CTPS

Uma das principais características do mercado de trabalho formal — como o próprio nome sugere — é a formalização da relação de trabalho. Isso significa que o empregado é registrado na Carteira de Trabalho e Previdência Social (CTPS) e tem os seus direitos garantidos pela legislação trabalhista, como férias remuneradas, 13º salário, FGTS (Fundo de Garantia do Tempo de Serviço), entre outros.

Acesso a benefícios

No mercado de trabalho formal, geralmente, os profissionais têm acesso a uma série de benefícios, como plano de saúde, vale-transporte, vale-refeição e/ou vale-alimentação, entre outros. De modo geral, os não obrigatórios podem ser disponibilizados voluntariamente pela empresa contratante ou a partir de acordos coletivos de trabalho.

Estabilidade

Em alguns casos — embora não seja uma obrigatoriedade —, as vagas do mercado formal podem oferecer segurança aos talentos admitidos. Ou seja, a garantia de que os profissionais não serão demitidos sem justa causa.

Inclusive, a iniciativa é bastante comum em empresas públicas e em algumas companhias privadas que têm acordos coletivos de trabalho que dispõem acerca desse aspecto.

Mercado de trabalho informal

Envolve as relações de trabalho que não são reguladas por lei. Ou seja, não há uma formalização da vínculo entre empregador e trabalhador.

Ausência de registro na CTPS

Nas relações trabalhistas do mercado informal, como dito, os profissionais não são registrados na CTPS. Portanto, como consequência, os trabalhadores não têm os seus direitos garantidos.

Ausência de benefícios

Além disso, os trabalhadores normalmente não têm acesso às benesses concedidas no mercado formal, como o plano de saúde, o vale-transporte etc. Na verdade, como já pontuado, o mesmo vale para os direitos garantidos por lei, que, via de regra, não são observados nas contratações que ocorrem no mercado informal.

Insegurança

Outro ponto de atenção é a vulnerabilidade, que afeta tanto os trabalhadores quanto os empregadores. Como não há uma formalização da relação de trabalho, também não há garantia de que o profissional será pago pelo serviço prestado e nem de que o empregador verá o trabalho desempenhado conforme o esperado.

Diante do que foi dito, porém, é importante lembrar que — apesar de terem diferenças — os dois tipos de mercado de trabalho existem e são, sim, relevantes para a economia.

Qual é a importância do mercado de trabalho?

Esse é um dos pilares fundamentais de qualquer sociedade moderna e desenvolvida. Afinal, é responsável por regular a oferta e a demanda de empregos, garantindo o funcionamento adequado da economia.

Além disso, um papel crucial é desempenhado na vida da coletividade, pois é por meio dele que as pessoas conquistam oportunidades profissionais e, claro, são remuneradas pelo exercício de funções, viabilizando o sustento das famílias. E, em alguns casos, a concretização de metas pessoais e profissionais. A seguir, destacamos as principais vantagens do mercado de trabalho. Confira!

Geração de empregos

O fator mais relevante desse conceito é, sem dúvidas, a criação de novos postos de trabalho em diferentes setores da economia, o que é decisivo para garantir o bem-estar e a subsistência da coletividade.

Aliás, é também por meio desse mercado que as companhias encontram mão de obra para atender às suas necessidades, e os profissionais encontram oportunidades de desenvolvimento e meios de prover o próprio sustento. Inclusive, trata-se de um aspecto fundamental para reduzir a taxa de desemprego.

Oportunidades de carreira

Ainda seguindo a mesma linha de raciocínio, é no mercado de trabalho que os talentos podem construir a jornada profissional, ganhando experiência, aperfeiçoando diversas habilidades e aprofundando conhecimentos. Na prática, essa trajetória é determinante para o crescimento e para o progresso dos trabalhadores nas respectivas áreas de atuação.

Resumidamente, estamos falando de um ambiente no qual as pessoas podem se especializar e desenvolver competências em campos distintos. A partir disso, inclusive, elas “abrem portas” para novas oportunidades.

Desenvolvimento econômico

Outro papel fundamental do mercado de trabalho envolve o crescimento da economia. Afinal, a demanda por mão de obra é uma das principais forças motrizes do crescimento da economia.

Como falamos, é por meio desse fluxo que as companhias encontram pessoas aptas para a produção dos seus bens e dos seus serviços, gerando riqueza para a sociedade como um todo. Além disso, a remuneração recebida pelos trabalhadores é revertida em consumo, o que, novamente, impulsiona a economia.

Valorização da educação e da qualificação profissional

Esses são outros pontos importantes para a sociedade que sofrem influência do mercado de trabalho. Afinal, cada vez mais, as organizações priorizam os talentos mais capacitados, concorda?

Essa realidade impulsiona as pessoas, estimulando-as a se dedicarem mais aos estudos e a investirem em cursos de especialização, como pós-graduações. Como resultado, vemos a formação de um mercado mais qualificado e preparado para atender às demandas da economia.

Inovação e criatividade

Como complemento ao item anterior, o mercado de trabalho também é um ambiente bem propício para quer criar coisas novas e usar a imaginação. Você já percebeu, por exemplo, o quanto as corporações estão sempre em busca de novas ideias e soluções para melhorar os seus produtos e os seus serviços?

Dessa forma, os trabalhadores são constantemente estimulados a desenvolver habilidades criativas e a pensar “fora da caixinha”. A consequência disso, por sua vez, envolve o surgimento de novas tecnologias e tendências.

Satisfação pessoal e realização profissional

Por fim, o mercado de trabalho também é superimportante porque oferece aos indivíduos a oportunidade de ocupar uma posição profissional que atenda às necessidades e objetivos de vida que tiverem. A satisfação pessoal e a realização profissional são elementos fundamentais para uma trajetória plena e feliz, e muitas pessoas encontram ambas no desenvolvimento da própria carreira.

Como está o mercado de trabalho atual e quais são as profissões em alta hoje em dia?

Como dito, esse é um ambiente altamente dinâmico e em constante mudança. Portanto, em determinados momentos, é natural — e esperado — que algumas profissões se destaquem mais do que outras.

Para que você entenda um pouco mais sobre o panorama atual, listamos algumas das áreas que estão em alta hoje em dia. Veja a seguir!

Tecnologia da Informação (TI)

Com o aumento expressivo da digitalização e da automação em todos os setores, as profissões ligadas à esse campo se tornaram cada vez mais importantes. Inclusive, o contexto é especialmente verdadeiro na era da transformação digital atual, já que mudanças vêm acontecendo a todo instante.

Diante disso, programadores, desenvolvedores de softwares, analistas de dados, especialistas em cibersegurança e profissionais que trabalham diretamente com a Inteligência Artificial (IA) estão entre os talentos que percebem uma alta demanda no mercado.

Saúde

Essa área sempre foi importante e está em constante crescimento. Nesse sentido, médicos, enfermeiros, farmacêuticos, fisioterapeutas e psicólogos, por exemplo, são alguns dos profissionais que têm sido muito requisitados, principalmente após o período pandêmico delicado que vivenciamos.

Além disso, com o envelhecimento da população, as áreas de Geriatria e de Cuidados Paliativos também têm ganhado destaque. Especialmente no Brasil, em que a expectativa de vida tem aumentado, esses profissionais vão se tornar cada vez mais relevantes.

Educação

Os profissionais desse nicho também são muito valorizados, desde professores até psicopedagogos e gestores escolares. Inclusive, com a necessidade de adaptação às novas tecnologias e ao ensino remoto — que vem se popularizando —, as habilidades de comunicação, de domínio da tecnologia e de inovação são cada vez mais indispensáveis nesse setor.

Marketing e Comunicação

Essa área também está em alta, já que as empresas estão cada vez mais preocupadas com a imagem que passam para o público. Portanto, profissionais de Marketing Digital, Social Media, Relações Públicas e Publicidade, por exemplo, têm sido muito procurados atualmente.

Engenharia

Esse é outro campo que sempre foi relevante. E, com a expansão da tecnologia e com o aumento da importância da sustentabilidade, os profissionais de Engenharia Ambiental, de Energia Renovável e de Automação têm sido muito requisitados. Além disso, os campos de Construção Civil e de Infraestrutura vêm sendo igualmente valorizados.

Finanças e Contabilidade

Com a crescente complexidade dos negócios, os profissionais que atuam nos campos de financeiro e contábil são cada vez mais fundamentais para garantir o sucesso das empresas. Nesse sentido, contadores, auditores, analistas financeiros e consultores têm sido muito procurados para ajudá-las na gestão dos seus recursos de forma eficiente.

Direito

O setor jurídico é outro que sempre foi importante e permanece em evolução. Diante disso, advogados especializados em determinadas áreas, como Direito Tributário, Direito Trabalhista, Direito Ambiental e Propriedade Intelectual, são muito procurados pelas corporações. A propósito, com o aumento dos conflitos nas relações sociais, profissionais de mediação e de arbitragem também têm ganhado destaque.

Acima, vimos apenas algumas das áreas que estão atualmente em alta, mas é superimportante reforçar que a sua dinamicidade é grande, logo, as suas demandas podem mudar rapidamente. Por isso, é fundamental que os profissionais estejam sempre atualizados e atentos às tendências que vêm surgindo.

Pronto! Agora, você já tem todas as informações de que precisa para se preparar, dominando as áreas cujas oportunidades vêm se ampliando e o que é preciso fazer para ter sucesso. O próximo passo é se organizar, definir metas e objetivos e ir em busca de alcançá-los.

A leitura foi produtiva? Então, que tal descobrir também como fazer o seu planejamento para ser bem-sucedido como profissional? Leia o nosso post e veja como estruturar o seu plano de carreira!

A leitura foi produtiva? Então, que tal descobrir lugares incríveis no Nordeste para aproveitar durante as férias do trabalho. Leia o post e fique por dentro!

Assine nossa newsletter e receba atualizações sobre novos cursos gratuitos.